quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

Inverno no RJ?

Eu pensei que ficaria tb sozinha nesse final de ano, mas minha mãe chegou essa manhã. Aqui é frio, mas estava um sol danado, afinal é verão, mas o inverno chegou, pelo menos para quem mora no RJ e minha mãe mora no bairro mais quente de lá, faz nessa época em torno de 40 °C, mas como o tempo mudou está em torno de 25-30 °C (aqui Petrópolis hoje às 13:00 hs - RJ 13.2°C ). Está toda enrolada na coberta e com muito frio, vou resolver isso daqui a pouco com meu mega super casaco, rs.
Até eu que gosto mais do frio, confesso que hj aqui está terrível e chove há dias, mas o que importa é que minha mãe está aqui. Feliz Ano Novo à todos!!!!. Bjusss

sábado, 24 de dezembro de 2011

NATAL

Natal é renascer, mas como assim, renascemos todos os anos? sim, até que sejamos capazes de alcançar a felicidade diária, aquela felicidade que nos faz sorrir a cada amanhecer, a cada abraço e sorriso de um conhecido e também de um desconhecido e quando finalmente esse momento chegar, os próximos 25 de dezembro de cada ano, passa a ser um renascer de agradecimento. Espero que todos e eu incluída claro, possamos alcançar esse renascimento, falta pouco...mas sabe aquela certeza? então agora eu tenho. FELIZ  NATAL!!!

sábado, 17 de dezembro de 2011

Meu Niver

Hj é um dos dias mais felizes da minha vida, afinal mas um ano e eu aqui firme e forte. Apesar de passar sozinha, essa é a primeira vez que estou tranquila e certa de tudo que quero. Nao tenho nenhuma crise de TP e sinceramente acredito que não terei. Me sinto pronta, preparada para qualquer coisa e depois de tantos anos, já estava na hora de saber controlar, se nao algumas, muitas coisas.
A vontade que tenho agora é de correr, gritar, brincar, estou até emocionada de está me sentindo assim leve, como se na verdade não houvesse problemas e eu estivesse começando agora, nesse momento. E sabe de uma coisa, estou mesmo.  Na verdade, na verdade quando deu 00:00 horas estava online com minha amiga querida Zi e outro amigo Gunter e me deram feliz aniversário virtualmente juntos, isso que importa, o carinho.
Eu acredito que não existe bem material nenhum que substitua o abraço amigo, mesmo que esse amigo no momento seja o virtual.
É isso ai, parabéns pra mim, não só pelo meu niver, mas porque hj posso dizer que sou uma pessoa pronta para desbravar esse mundão que está ai esperando qualquer um que seja forte e principalmente que acredite nisso. Bj

domingo, 30 de outubro de 2011

PRESSA DE SER FELIZ

Estou reproduzindo do site da Bia Saltarelli, porque expressa, exatamente o que sinto, em todos os detalhes:

Enquanto Chico Buarque disse “pela minha lei a gente era obrigado a ser feliz”, Carlos Drumond jurou que: “ser feliz sem motivo é a mais autêntica forma de felicidade.” Mas e aí? O que é e onde achamos essa tal felicidade?
Outro dia estava assistindo o filme “A procura da felicidade” e fiquei pensando sobre o assunto. Já pararam para pensar como temos mania de adiar nossa felicidade? Sempre deixamos para ser felizes no futuro….quando eu mudar de emprego, quando eu casar, quando eu me formar, quando isso, quando aquilo…e nessa espera vamos adiando e deixando sempre para depois.
Só que quando a gente deixa para depois os dias vão passando e, de repente, você se pergunta: e aí? Aì, você descobre que aqueles dias viraram anos, que a vida está passando e que as melhores coisas estão ficando para trás…
O que eu sei é que cansei de esperar. Tenho pressa de ser feliz! Quero ser feliz hoje, agora, todos os dias e, principalmente, no dia a dia. Ser feliz pelas coisas reais e não pelas coisas que ainda nem aconteceram. Ser feliz porque a vida está aí…e, se não for agora, nem sabemos se um dia será.

Na verdade hoje está sendo o primeiro domingo, entre tantos já passados, que não estou ansiosa, digo uma ansiedade louca, que vinha me acompanhando, sinto uma paz enorme, a terapia holística tem mostrado e reajustado minha energia e as vezes, na verdade quase sempre de uns tempos para cá,  me sinto feliz sem nenhum motivo aparente. A vida, por si só já deve valer essa felicidade, só que eu não estava enxergando isso, há muito. Vai ver é a tal pressa da ... felicidade agora, todos os dias....nascendo, vingando.....Bj

quarta-feira, 12 de outubro de 2011

Alguma semelhança com a Irlanda?



Hoje encontrei o blog da Carol, que como eu é carioca e veio morar em Petropolis. Resolvi postar aqui a impressão dela sobre a cidade porque concordo com cada palavra, ponto e vírgula escrito. Será que quem já mora na Irlanda poderia responder se existe alguma semelhança, por mínima que seja? Apesar que sei da preparação do país....Bjuss

Coisas que descobri ao morar em Petrópolis:

Quem nunca teve rinite, sinusite, amigdalite e as demais “ites”, terá;

quem nunca sofreu de problemas respiratórios, sofrerá;

quem nunca deu valor ao sol, dará;

quem só conhece ar condicionado e nunca viu um aquecedor na vida, verá;

quem nunca achou tentador ficar debaixo das cobertas num sábado a noite, enquanto está tendo um show de sua banda preferida em frente a sua casa e que você não sabe quando, nem se ela voltará novamente, achará;

quem cozinha e nunca teve a surpresa de descobrir que seu gas estava congelado, terá;

quem nunca teve a experiência de pendurar a roupa no varal molhada e ao recolhê-la perceber que a água não tinha secado, mas se transformado em gelo, terá;

quem nunca sentiu as quatro estações do ano num dia só, sentirá;

quem nunca entendeu por que existem pessoas por aqui que, apesar de estar um sol de rachar, estão encapotadas até o pescoço, por causa do item anterior, entenderá;

quem não curte chá, café, caldos, sopas ou qualquer bebida/comida quente, curtirá;

quem nunca pensou que atos simples como lavar as mãos, o rosto ou um copo pudessem ser uma tortura, perceberá que tais coisas poderiam ter sido ser utilizadas pelos militares na época da ditadura, sim;

quem nunca entendeu como uma pessoa pode estar com aquela nhaca as 7:00h da manhã num ônibus lotado, a ponto de encomodar a todos com seu cheiro, entenderá (aqui eu sempre penso “coitado, seu chuveiro queimou” ou ”sua roupa limpa que estava no varal não secou”);

quem já se desesperou porque chegou uma visita em casa e percebeu que não tinha água gelada na geladeira para oferecer, aqui não há essa preocupação, pois a água já vem gelada naturalmente do filtro;

aqui não importa se sua pele é oleosa, ela sempre estará ressecada e, seus lábios, rachados;

aqui não importa se você está indo a uma festa chique, se o frio resolver baixar no meio do caminho, você se enfia naquele casaco laranja fluorescente com listras verdes infinitamente maior que você, cedido gentilmente por seu amigo e fica feliz da vida;

quando você procurar Petrópolis em tempo real via satélite, é provavel que encontre tudo branco, por causa da frequente neblina que assola a cidade;

se você tem algum lugar especial para ir, trate de preparar sua roupa com semanas de antecedência, pois com certeza ela está literalmente mofada e você precisará de bastante tempo para lavá-la e secá-la, depois disso, não poderá guardá-la novamente, porque senão, no ”dia D” ,você terá uma supresa: manchas esbranquiçadas e o cheiro insuportável já terão se instalado nela novamente (aqui, apenas as roupas que você usa todos os dias não mofam);

tudo o que você lava, pode demorar semanas para secar e, no final, estará com cheiro de cachorro molhado. Então, trate de comprar um secador de roupas se não quiser ficar esperando inutilmente o próximo dia de sol, que nunca chegará;

seu corpo fica todo duro e um simples alongamento pode fazer com que você se sinta como uma jovem senhora de 70 anos;

as belas cachoeiras e as piscinas daqui foram feitas apenas para serem olhadas;

quando um feriado cai numa quinta-feira com direito a emendar a sexta, significando que terá quatro dias para fazer o que quiser, depois de tanto pensar, perceberá que não existe ideia melhor do que passar todos esses dias jogado num sofá, de meias, luva e touca, levantando apenas para comer e ir ao banheiro. Para falar a verdade, dará graças a Deus por não ter que enfrentar aquela ventania e chuvarada para ir a qualquer lugar que seja, a não ser que seja um bem longe daqui, onde exista sol, muito sol;

aqui você está sempre mais gordo, seja pelo excesso de comida, seja pelo excesso de roupa que se usa.

Ponto positivo: você pode colocar sua maquiagem tranquilamente. Aqui, você não corre o risco de suar e melecar a cara toda.

Pois é, passar uns diazinhos por aqui e falar que ama tempo frio é mole! Quero ver morar e sobreviver!



domingo, 25 de setembro de 2011

Decisões

Ando nessas ultimas semanas, cheias de talvez. Na verdade estou fazendo terapia holística o que tem me auxiliado em ficar mais centrada e não ficar indo e vindo em relação a concretizar meu sonhos. Tenho um emprego federal e estou há 6 anos afastada e agora dezembro tenho que me apresentar. Isso há alguns meses me tirava o sono, a paz, porque não quero voltar, mas ficava pensando na opinião das pessoas "abandonar uma coisa certa por nada". Mas nesses seis longos anos sem receber nenhum tostão do governo, me mantive e até que bem com minhas aulas online.
Bem, dezembro está ai e por isso mesmo não vejo como viajar nos proximos meses, preciso deixar as coisas acertadas, pelo menos nesse quesito.
Me sinto mais corajosa e hoje resolvi assumir minhas aulas e montar as coisas de uma forma que mesmo eu estando nos cafundós de qualquer lugar do mundo, consiga me manter viva.
Fui ver uma passagem de 10 dias entre Paris e Londres e se der vou antes de me apresentar no meu emprego que pelo visto vai dançar, rs. Preciso testar meu ingles, meu frances. E porque não Irlanda? porque eu sou essa, assim meio confusa, mas gente boa, rs. Quero primeiro realizar o sonho antigo e ai sim, no proximo verão viver o que tenho que viver na Irlanda, promessa minha para mim mesma.
Sei que muitas coisas ainda vão acontecer daqui pra frente, mas hj tenho convicção que minha vida é minha e de verdade. Aqui estou eu com minhas essencias de lavanda e hortelã e com trocentos livros preparando uma simulação de uma campanha publicitária encomendada e esperando que minha criatividade esteja comigo tb. Bom domingo a todos e que eu consigo me manter centrada ate tomar as rédeas. Bj

terça-feira, 13 de setembro de 2011

Chegou a hora....

Não de chegar a Irlanda, mas de dar uma sacudida. Fiquei doente essas duas semanas e resolvi contra atacar com 3 comprimidos de antibiótico. Desde adolescente e minha mãe me disse hoje que desde criancinha, um simples resfriado so passava com doses maciças de remédios fortes. Cansei de sofrer com tosse excessiva, cansaço absurdo no corpo e hj com o primeiro comprimido melhorei e agora me sinto quase normal.
Escrevi isso porque sinto que preciso levantar vôo e ir cantar em outras freguesias, estou me sentindo sufocada com a mesmice e ando extremamente ansiosa, tive até duas crises de ansiedade. Não sou louca não, será? rs Já posso me manter sozinha fora do país, acho mesmo que é receio de está sozinha, alias ir sozinha. Meu sobrinho completa 1 aninho no próximo mês e quero tanto está junto dele nesse dia e tem o final do ano tb. Assim esotu me programando e breve vou postar TÔ INDO.......
Algumas pessoas pensam que dar um tempo, significa esquecer e tomar novo rumo, mas eu sigo em frente, sempre foi assim. Talvez hj eu esteja mais sentimental com a idade, sei lá.
Bj

domingo, 24 de julho de 2011

Sotaque America do Norte: Mastigando Chiclete

Vou transcrever parte da aula:

Apesar das  diferenças regionais, em geral o sotaque considerado como padrão, o chamado "GA - General American" (Americano geral), é do meio oeste oeste, incluindo mais de 60% da população e 80% da área do país.
Existem 3 fatores principais que se destacam no sotaque típico do tio Sam:
R

O que distingue mais o sotaque norte-americano é um "r" bem carregado que traz um pouco mais de vbração na área das amígdalas. É provável que um dos motivos para essa pronuncia seja o sotaque do sudoeste da Inglaterra, de onde saiu grande parte dos primeiros colonizadores para o Novo Mundo, cuja pronúncia mais marcante é a do "r" bem forte. O equivalente mais próximo é o "r" no interior de São Paulo e do Paraná, por exemplo, como "porrrta" ou "cortar a carrne", que, como o "r" dos americanos coloca mais ênfase no som r depois de uma vogal, deixando a boca na posição redonda por mais tempo:

There were four more birds this morning
(havia mais quatro passaros hoje de manhã

The bar is quite far, we need a car
(O bar é meio longe, precsamos de um carro)

The first year you learn a lot of words by heart
(no primeiro ano, você decora muitas palavras)

Are you sure this water is pure?
(você tem certeza de que esta água é pura?)

Continua....com o T

quarta-feira, 20 de julho de 2011

Sotaques Diferentes em Ingles: Enquanto não piso em terras Celtas.....

Vou estudando e como não tenho interesse nenhum em chegar sem saber nadinha de ingles, continuo estudando. Assim resolvi postar sobre a aula que estou tendo: Sotaques diferentes em Inglês. Porque é mesmo complicado falar em compreensão sem levar em conta as fundamentais diferenças de pronuncias nos inúmeros países onde a língua inglesa é a primeira ou a segunda língua oficial.
Seguirei o seguinte roteiro a partir do próximo post (de acordo com o livro que estou estudando):
América do Norte: Mastigando Chiclete
Canadá
Sul dos EUA
Nova York
Grã-Bretanha: uma batata quente na boca
Londres Sudeste
Londres Norte
Escócia
Austrália e nova Zelandia: sempre fazendo perguntas
Afria co Sul e Zimbabwe
Irlanda

Bj

FELIZ DIA DO AMIGO!!!!

Bj  Verinha

domingo, 17 de julho de 2011

Irlanda acumula 300 mil imóveis desocupados e desemprego bate 15%

Fernando Duarte (fduarte@oglobo.com.br), enviado especial

DUBLIN - Imaculadas, as casas de tijolos de dois andares numa das principais ruas de Belmayne, o condomínio construído em 2008 nos arredores de Dublin com a promessa de uma vida menos congestionada que no Centro da cidade, parecem um mostruário. São nada mais do que isso: vazias desde que a Irlanda foi atingida em cheio por uma crise econômica que feriu mortalmente tanto o setor da construção civil quanto o bolso de possíveis clientes, as casas-fantasma de Belmayne e outras regiões do país de 4,5 milhões de habitantes são um showroom exibindo o ocaso de um modelo que na metade da década passada encantou o mundo.

ASSISTA:A Irlanda enfrenta a crise europeia

  video


VÍDEO:Aluguel, comida e cachaça: a vida de um brasileiro em Dublin

video

Nesta quarta reportagem da série sobre a desesperança na Europa, nota-se que os dias do Tigre Celta, porém, parecem distantes. Depois de uma festa de pujança econômica em que o crédito fácil impulsionou um boom imobiliário que só em 2006 resultou na construção de quase cem mil novas unidades a caminho de uma monstruosa participação da construção civil no Produto Interno Bruto (PIB) irlandês - em meados de 2007 já respondia por quase 25% da atividade econômica. De acordo com relatório de uma agência governamental, o número de imóveis desocupados hoje chega ao triplo desse número - e há ainda os que pararam no esqueleto, como as obras na região portuária de Dublin.

Imóveis tão vazios quanto as finanças de quem neles investiu.

- Todos os irlandeses quiseram se aproveitar do bom momento. A gente olhava para o governo, que só falava em prosperidade. E o mundo dizia que a Irlanda era um exemplo. Se soubesse a reviravolta que minha vida daria por causa de um imóvel, jamais teria comprado - explica Brian McCormack, a bordo do táxi com o qual, há quatro meses, percorre as ruas de Dublin em busca do dinheiro para as contas e despesas do lar e o pagamento dos juros de uma hipoteca de 400 mil.

Desemprego atinge um terço dos jovens irlandeses

Ao comprar uma casa na cidade vizinha de Wexford, contraindo um empréstimo, com sua residência dublinense como garantia e usando economias de 80 mil como entrada, McCormack, de 45 anos, pensava em garantir uma aposentadoria com base numa venda ou num aluguel. Ao mesmo tempo em que os preços de imóveis despencaram com a crise global de 2008, a pequena empresa de serviços de construção de McCormack não resistiu à escassez de clientes, num círculo vicioso do qual o irlandês só se salvou com ajuda da família.

- Meu sogro me emprestou o dinheiro para comprar o táxi e minha irmã contribuiu para pagar algumas contas. Foi o que nos salvou até agora.

Para quase 15% dos irlandeses, porém, o desemprego ainda é uma realidade. Sobretudo entre a população mais jovem, em que o índice é de 29%. Numa economia que apresentou crescimento negativo desde 2008, a falta de perspectiva faz com que o aeroporto volte a ser uma via de escape: de acordo com o think tank Instituto de Pesquisas Socioeconômicas (Esri), pelo menos 50 mil irlandeses deixaram o país entre 2009 e 2010.

- Todo mundo em Dublin conhece alguém que está desempregado ou emigrou, ainda mais entre os mais jovens. Amo minha cidade e meu país, tenho resistido o quanto posso. Quando me formar terei de refletir seriamente se já não está na hora de sair. Falta trabalho, mas é a carência de perspectivas que mais incomoda - afirma o estudante Dylan Haskins, de 24 anos.

Se na década de 80 a Irlanda era um dos países mais pobres e atrasados da Europa, ela cresceu a uma média de mais de 9% ao ano entre 1995 e 2000 e de 5,5% entre 2000 e 2008 - um ritmo que lhe valeu o apelido de Tigre Celta, numa referência às economias aceleradas do Sudeste Asiático. Em 2006, o país encabeçou o ranking mundial de qualidade de vida da revista "Economist".

Leia mais sobre esse assunto em http://oglobo.globo.com/economia/mat/2011/07/16/irlanda-acumula-300-mil-imoveis-desocupados-desemprego-bate-15-924921491.asp#ixzz1SNASfU4a
© 1996 - 2011. Todos os direitos reservados a Infoglobo Comunicação e Participações S.A.

sexta-feira, 15 de abril de 2011

E VC O QUE FARIA?

Médicos pressionaram irlandês paralítico a recusar aparelho de respiração e morrer


Hilary White, correspondente em Roma

DUBLIN, Irlanda, 12 de abril de 2011 (Fonte: Notícias Pró-Família) — Num artigo muito forte hoje no jornal irlandês Irish Times, um homem irlandês com uma doença que degenera os neurônios motores (cuja abreviatura em inglês é MND) revelou como ele foi fortemente pressionado pela equipe médica a recusar o aparelho de respiração artificial que o está mantendo vivo.


Simon Fitzmaurice, esposa e filhos


Depois de ser internado na unidade de tratamento intensivo por pneumonia, uma complicação comum que afeta pacientes paralíticos, Simon Fitzmaurice começou a receber respiração assistida e sonda de alimentação. Logo depois de ser internado, disse Fitzmaurice, um médico entrou e lhe disse que era raro e dispendioso pacientes terem um aparelho de respiração artificial em casa.

De acordo com Fitzmaurice, o médico lhe disse, com sua esposa e mãe presentes: “Esse é o momento de eu fazer a escolha difícil. Ele me diz que só houve dois casos de respiração assistida em casa, mas em ambos os casos as pessoas eram extremamente ricas”.

“Ele olha para mim. ‘Cabe agora a você. É hora de você fazer a escolha difícil, Simon’. Minha mãe e minha esposa estão agora segurando uma a mão da outra, soluçando”.

Mas a reação instintiva de Fitzmaurice foi a favor da vida: “Enquanto ele está olhando para mim, minha energia vital, minha alma, a parte de mim que sente como todas as partes, é inequívoca. Eu quero viver. Essa energia vital inspira meu corpo todo a tal ponto que não sinto medo diante desse homem”.

“Dois dias depois desse encontro, ele escreveu, ele e sua família foram informados de que o aparelho doméstico de respiração artificial de que ele precisava tinha a cobertura da seguradora nacional de saúde da Irlanda, o Health Services Executive (HSE), e que o pacote de assistência doméstica necessário para manter a máquina em funcionamento poderia ter a cobertura do HSE e de sua família.

Fitzmaurice reconta que foi mais tarde indagado por um neurologista sobre o motivo por que ele queria viver, muito embora ele tivesse uma enfermidade degenerativa que acabaria matando-o. Sua resposta: “Amor por minha esposa. Amor por meus filhos. Meus amigos, minha família. Amor pela vida em geral. Meu amor não se evaporou, mas persiste e está intacto. Eu quero viver. Será que isso é errado?”


Simon Fitzmaurice e filhos



“O mal que degenera os neurônios é um assassino. Mas assim é a vida”, continuou Fitzmaurice. “Todo mundo morre. Mas só porque todos vamos morrer, só porque morreremos algum dia, isso significa que temos de nos matar agora? Para mim, eles estavam pedindo para que eu tirasse minha própria vida. Ou apoiar a eutanásia. Recusei”.

Os especialistas dizem que a experiência de Fitzmaurice é comum e que incidentes como esse estão se tornando uma tendência na profissão médica — uma tendência que se tornou quase universal nos países desenvolvidos, principalmente nos países com saúde pública financiada pelo governo.

“Lamentavelmente, o caso dele é muitíssimo comum”, disse Alex Schadenberg, diretor da Coalizão de Prevenção à Eutanásia no Canadá.

Schadenberg disse que tendências filosóficas distantes da ética médica tradicional, combinadas com enormes sistemas de saúde pública financiados por impostos, estão dando origem a um novo paradigma ético baseado no utilitarismo nas decisões de tratamento.

Sob esse paradigma, chamado bioética, disse Schadenberg, “juízos de valor e atitudes negativas para com pessoas com enfermidades degenerativas estão levando à imposição da morte em pessoas que são vulneráveis”.

As comissões de bioéticas dos hospitais estão agora rotineiramente decidindo negar tratamento que poderia salvar vidas, com base no princípio da “autonomia do paciente” que sustenta que está nos “melhores interesses” do paciente ter “a liberdade de escolher morrer”, muitas vezes mediante a sonegação de alimento e água.

Essas decisões estão cada vez mais sendo tomadas sem o consentimento, e muitas vezes deliberadamente contra a vontade, do paciente e sua família. Em alguns países tais com a Bélgica e a Holanda, o novo sistema ético levou à eutanásia legalizada e abuso geral das normais legais que deveriam proteger os pacientes nas decisões de eutanásia.

Recentes estudos vindos da Bélgica mostram que 32 por cento de todas as mortes de eutanásia legal foram cometidas sem o pedido ou o consentimento dos pacientes ou familiares e só 47,2 de todas as mortes de eutanásia foram registradas. Na Holanda, o número é de 550 sem nenhum pedido ou consentimento por ano e pelo menos 20 por cento de todas as mortes de eutanásia nunca são registrados.

Schadenberg disse: “Todos precisam se conscientizar, a sociedade já está impondo morte em pessoas vulneráveis e se a eutanásia ou o suicídio assistido for legalizado, então será simplesmente feito de um modo muito mais rápido e discreto”.

Quanto a Fitzmaurice, ele escreve: “Não falo por todas as pessoas que têm o mal que degenera os neurônios. Falo só por mim mesmo. Talvez outros questionassem se ou não usar um aparelho para respirar. Mas creio no direito de ter a escolha, e não em ser estimulado a fazer o que está moda fazer agora”.

“Não sou uma tragédia”, disse ele. “Não quero nem preciso de piedade. Estou cheio de esperança. A palavra esperança e MND não andam juntas neste país. Esperança não é procurar uma cura para uma doença. Esperança é um modo de vida. Muitas vezes pensamos que temos o direito a uma vida longa e proveitosa, só na base de Coca-Cola. Mas a vida é um privilégio, não um direito. Sinto-me privilegiado de estar vivo. Isso é esperança”.

quinta-feira, 31 de março de 2011

DIVIDINDO EXPERIENCIAS

Não é novidade para quem acompanha esse blog, minha loucura para  logo chegar a Irlanda, mas sabemos também que isso requer uma certa preparação por minima que seja. Apesar de minha formação universitária com pós graduações, etc..., isso não significa muito ou nada fora do país, alias nem dentro do nosso, rs.

Já trabalho com algumas consultorias na área educacional via web há algum tempo e gostaria de uma chance na área de informática mesmo, ter meu próprio site, ganhar dinheiro com ele, procurei alguns cursos que demoram meses para apresentarem algum resultado e também sempre ficamos nas mãos de algum webdesigner que
nem sempre agem de forma bacana como merecemos, digo nem sempre, mas não estou generalizando, fica por conta da minha experiencia. Procurei entao um curso completo onde eu poderia me formar webdesigner e tb especialista em Mídias Digitais, eu poderia fazer por módulo, achei legal, mas quando solicitei o valor, na promoção tudo ficava em 10 mil reais, impossivel pra mim, então:

Eis que sou apresentadar há 3 cursos de vídeo que mudaram minha trajetória. Está fazendo exatas 2 semanas que aprendi a fazer sites, filmagens, tudo de alocar blogs, enfim estou montando meu portfólio e amanhã as 10 horas tenho minha primeira entrevista. sei que parece loucura, mas é verdade. Lógico que dedicação 20 horas.

Sabe aquele passo a passo, tipo criança, eu me senti assim, pegaram na minha mão e me ensinaram a ser uma profissional. Tão logo tudo esteja ok farei minha cover letter e vou enviar para a Irlanda mostrando meus trabalhos, porque já fui há algumas lojas e me ofereci para fazer o site, blog e o marketing digital. 3 lojas aceitaram, confesso que estou nervosa com tudo isso, tipo será que nao me precipitei, mas agora já foi, é iniciar os projetos.

O mais legal é que seu valor é devolvido caso não goste do curso e tem sempre uma pessoa via skype e no suporter para atender, são pessoas sérias, do contrario não estaria recomendando porque afinal estamos todos com os mesmos sonhos e também o valor é muito pequeno mesmo, menos de uma mensalidade de um curso para iniciante. Já deu para ver o quanto estou feliz e satisfeita. Quem idealizou os cursos em vídeos não se comprometeria a devolver o valor (que é atraves do pag seguro, portanto temos como reclamar em até 14 dias a devolução), se não tivesse certeza que vale muito a pena.

Seguem os detalhes dos cursos:

Para se tornar um especialista em sites e blogs clique aqui
Aprenda passo a passo como fazer um site ou blog de forma profissional em horas.

Caso precise saber como alocar/contratar o host, DNS, domínio tudo de forma profissional clique aqui
Aprenda todos os basicos que um Internet Marketer precisa saber, como registar um dominio, como usar um programa de ftp, html, e muito, muito mais.

Precisando aprender tudo sobre vídeos em detalhes clique aqui
Curso OnLine de videomarketing, aprenda clique a clique com gerar contatos gratis com videos.

Bem pessoal é isso, mas se mesmo depois de ter visto toda a explicação, estiverem mesmo sem grana nenhuma, nem um centavinho sequer, envie um e-mail para mim, que tenho também uma indicação de um curso não tão profissisonal, mas que de qualquer forma vai ajudar a fazer um site simples e colocá-lo nos buscadores.
Bjuss Verinha

terça-feira, 15 de março de 2011

Curso de Facebook Grátis

Olá a todos. Venho aqui para compartilhar com vcs um passo a passo muito didático sobre como entender o funcionamento do Facebook e suas complexidades. Afinal nas terra dos Leprechauns, fará parte de nossa tão sonhada vidinha lá. 
Os vídeos são apresentados de forma muito didática pelo Fernando Lessa, inclusive posso arriscar que ele nos inicia no mercado de Marketing Digital, pelo menos para mim está sendo assim. Basta clicar aqui e confirmar. Bj  Vera


domingo, 9 de janeiro de 2011

Modelos de Cover Letters

Nas páginas do arquivo abaixo tem uma série de exemplos de sugestões de cartas de apresentação e curriculos, assim podemos utilizar os exemplos com nossas proprias experiencias. Os créditos são para a Faculdade de Direito de Ottawa que prestam esse serviço aos seus estudantes. Espero que dê um up para quem está começando a pensar como se apresentar para o primeiro emprego.       
No mais também indico um curso grátis que foi o divisor de águas para mim, profissionalmente: clique aqui  Bj


Please Add a Title